quinta-feira, 30 de agosto de 2018




PERIGOS DA INTERNET


Nós, que fazemos o Colégio Souza Leão, temos um constante cuidado com os nossos educandos e desenvolvemos diversas atividades que estão relacionadas ao cuidado consigo e com os outros.


Dessa forma, gostaríamos de alertar as famílias para um fenômeno que vem ocorrendo nas redes sociais.



Um suposto personagem chamado "Momo" de aspecto assustador que vem sendo disseminado via WhatsApp de forma viral.



De acordo com informações preliminares que coletamos nos meios de comunicação, as crianças e adolescentes são estimuladas a entrar em contato com um número de telefone, no qual criminosos coletam dados pessoais e passam a extorquir e ameaçar as pessoas.

Orientamos as famílias que redobrem o cuidado com os seus filhos e que o SOEP (Serviço de Orientação Educacional e Psicológica) estará à disposição para dar o suporte necessário aos educandos e familiares.




quinta-feira, 31 de agosto de 2017

Lição de Casa
 





Porque algumas vezes essa tarefa é tão difícil para os pais?


Não importa o tamanho, se pequenas ou mais crescidas, o fato é que para muitas crianças e adolescentes a hora de fazer a lição de casa é um verdadeiro tormento. Afinal, interromper a brincadeira para fazer o dever escolar dá muita preguiça! Por isso, motivá-las desde cedo a cumprir as tarefas é muito importante.


A lição de casa é um recurso pedagógico que tem como objetivo sistematizar o aprendizado realizado em sala de aula, preparar para novos conteúdos e aprofundar os conhecimentos sobre um conteúdo já assimilado, para que o mesmo seja incorporado pelo aluno como parte de seu repertório. Desta forma, a rotina de estudos não se encerra na porta da escola, mas deve continuar em casa, sob a forma de “dever de casa”. Além de auxiliar no trabalho do professor, o dever realizado em casa é uma forma dos pais acompanharem o aprendizado do filho, perceber seus interesses e aptidões. É importante lembrar que acompanhar o dever escolar não significa fazer a lição, pois ajudar o filho eventualmente é saudável, mas é importante trabalhar a autonomia da criança, para que ela desenvolva habilidades e estratégias de estudo.



Tão necessária quanto a lição de casa, a rotina de estudos (revisão da matéria), é importante para que a criança ou adolescente se organize. Como a criança ainda não é capaz de estabelecer uma rotina sozinha, e não tem autonomia para organizar o seu dia e os seus compromissos, ela precisa da ajuda dos pais nesse processo. Assim, os pais devem organizar um horário com a criança e ter controle sobre o cumprimento do mesmo. No caso do adolescente que já tem uma capacidade maior de organização, e pode estabelecer uma rotina sozinho, é importante o monitoramento dos pais.



No entanto, apesar da importância da lição de casa, essa rotina torna-se muitas vezes um suplício para os pais e motivo de muitos conflitos familiares. Por isso, para evitar que o dever se torne um sofrimento, pais e escolas devem estabelecer uma boa sintonia, de forma que a quantidade e o tipo de tarefa sejam adequados ao perfil da criança, e que ela encontre o incentivo e ambiente que necessita para realizá-los. O grande desafio de pais e educadores, é fazer com que o aluno possa atribuir significado a este trabalho, ou seja, perceber a função da tarefa para que possa compreender a sua importância.


Uma dúvida frequente dos pais é como agir quando o filho não quer fazer a lição de casa. O primeiro passo é identificar o problema, pois não conseguir terminar a lição ou negar-se a fazê-la pode ser reflexo de problemas que poderão impactar significativamente a aprendizagem, e comprometer o percurso acadêmico do aluno. Por isso, é necessário entender por que a criança ou adolescente tem dificuldade para realizar as tarefas propostas para casa e já trabalhadas na escola. Vale ressaltar, que a não-aprendizagem pode sinalizar uma dificuldade ou transtorno de aprendizagem, onde fatores biológicos, cognitivos, emocionais, metodológicos e sociais estão interligados e são determinantes para o sucesso do aprendente.


Vale ressaltar que algumas vezes as dificuldades ou dependência dos filhos em relação aos pais no momento de realizar as tarefas de casa, pode ser apenas uma forma de chamar a atenção, mas pode sinalizar também problemas graves que merecem atenção e tratamento. Uma avaliação psicopedagógica é muito importante neste momento, tendo em vista que este especialista buscará compreender as mensagens, muitas vezes implícitas, sobre os motivos que levam a resultados insuficientes ao esforço aplicado na busca pela aprendizagem, seja ela sistemática ou não.



No momento de orientar a lição de casa, é importante que os pais compreendam que a criança ou adolescente está em fase de aprendizagem, e é natural que cometa erros e tenha dúvidas. Por isso, não se deve repreendê-la nestes momentos, mas orientá-la quanto as suas dúvidas. O segredo para que a criança tenha um desenvolvimento acadêmico saudável é não oferecer respostas prontas, mas ajudá-la a buscar soluções para seus problemas, de forma tranquila e harmoniosa. O ideal é incentivar o aprendizado e deixar que a criança realize as tarefas do seu jeito, mesmo que esta não corresponda à expectativa dos adultos.


Fonte: Texto de Celeste Chicarelli (O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JPedagoga – Especialista em Psicopedagogia/

Neuroeducação/Neuropsicologia), retirado do site www.guiameubebe.com.br